segunda-feira, 1 de abril de 2013

144º capítulo "Grávida"

Olhei meu ciclo menstrual e de imediato não percebi nada anormal, ou fora do comum, mas por fim das dúvidas liguei pra o meu ginecologista e marquei uma consulta, melhor prevenir do que remediar. 
Bruna tinha chegado de Las Vegas com meu irmão e estava radiante de felicidade, encheu a Melissa de presente e sempre dizia que de certeza vinha outro sobrinho ou sobrinha pra ela, por ai. 
Luan logo retornou a fazer shows, e logo o dia da minha consulta chegou, fiz um exame de sangue e uma ultra, que confirmou minhas dúvidas: eu seria mamãe novamente.
Voltei pra casa radiante e preferi não contar nada a ninguém, no outro dia a noite Luan estaria fazendo show numa casa de show famosa de São Paulo e eu iria até lá contar essa novidade a ele, Melissa ficou com a avô, e antes de viajar fui comprar um presentinho pra o Luan no shopping. Logo peguei o voo pra São Paulo e em poucas horas cheguei, logo liguei pra o Rober que me buscou no aeroporto na van da produção.
-Puts cara, Luan já sabe que vai ser papai?
-Não Rober, cala a boca. - Ri - Só quem sabe sou eu, o médico e agora você.
-Nossa to importante, me achei. - Ele se gabou - Mas oh, se for menino quero ser padrinho desse guri ai.
-Você já é padrinho da Melissa Rober.. - Ele fez bico - E nada mais justo que ser desse bebezinho também.
-Ae. - Ele me abraçou e me beijou. - E ah, parabéns. 
Logo chegamos no hotel e ele me levou até o quarto do Luan, que tava dormindo, todo lindo de cueca box preta e camiseta azul, biquinho de leve e carinha de neném. Engraçado, podia passar o tempo que fosse mas Luan sempre teria aquela carinha de bebê recém-nascido, ele tava com 28 anos e nada nele tinha mudado, o jeito brincalhão, carismático e palhaço com os fãs continuava o mesmo, o Luan de Campo Grande, o meninão, nunca tinha morrido dentro dele. 
Ele dormia um sono pesado, o que me possibilitou tomar um banho sem ele ao menos se mexer na cama, troquei de roupa e voltei a sentar na cama onde eu tava, o que fez ele abrir um pouco os olhos e se assustar comigo ali. 
-Amor. - Ele selou meus lábios - Porque não avisou que vinha?
-Surpresa. - Sorri - E tenho uma coisinha pra você que comprei no shopping.
-É? Cadê?
-Oh. - Entreguei uma caixinha a ele branca com um laço verdinho, ele logo abriu e ali tinha um sapatinho feito a mão branco. 
-O que é isso?
-Um sapatinho de bebê?
-É, uai... Não, não me diz... que você ta... que você...
-Se o que você tiver falando for grávida, eu to sim. 



"Já sabe onde comentar né?"

2 comentários:

  1. comcei ler sua fic hoje e to amando .. já li todaa haha
    posta mais logo heim u_u

    ResponderExcluir

Seguidores

Total de visualizações de página